sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Bus 44

“Bus 44” é uma curta-metragem de 2001, escrito e realizado por o chinês Dayyan Eng tendo ganho um premio no Festival de Veneza.
O filme ainda conta com 2 actores chineses bastante conhecidos como Gong Beibe e Wu Chao.

A história é baseada em factos verídicos em que um autocarro de nº44, conduzido por uma Mulher (Gong) nos arredores de uma pequena cidade, tem uma visita de um grupo de assaltantes.
Este filme traz um tema universal que atravessa todas as fronteiras e sociedades, invadindo o lado bom e o lado obscuro do comportamento humano.

Vale a pena verem.

video

3 comentários:

roserouge disse...

Fabuloso, adorei! Palmas, palmas, palmas. Adoro curtas. Não sei há quanto tempo vais ao meu blog, mas se tiveres paciência, espreita um post que fiz duma curta chamado "SPIN". Acho que foi logo no início, tipo fim de setembro ou coisa assim. Ou então vai a www.doubleEdgefilms.com, uma produtora independente que faz coisas incríveis. No canal Hollywood passa às vezes um curta chamada "Dilemma". Se puderes, vê.

Já reparei que és Virgem. Agosto ou Setembro? Eu sou de 16 de Setembro.

Spark disse...

Rose, ainda bem gostas-te!! :) Achei a curta bastante porreira e com uma mensagem forte e por isso achei excelente colocar esta.
Também gosto imenso de todo o tipo de Curtas-metragens, principalmente de animação. Quando poderes dá uma espreitadela nalgumas curtas de animação que postei. Tenta o “Fallen art” ou “Tir-nan-og”, acho que vais gostar.
Enquanto ao teu Blog tenho o andado a ver aos poucos e por acaso já dei uma espreitadela nessa curta que postaste, e que achei-a bastante interessante. Mto bom.
Também vi o vídeo do “Dueling Banjos”, que por acaso tenho o cd da banda sonora do “Deliverance” mas ainda não vi o filme, mas fiquei com bastante curiosidade de ver. :)

Pois é, faço anos no dia famosíssimo, 11 de Setembro. He he.

;)

roserouge disse...

O "Deliverance" é um grande filme. Curtas de animação também gosto, fiz um post n'outro dia sobre o Tex Avery com uma versão "moderna" da história do capuchinho vermelho que é de chorar a rir!