segunda-feira, 4 de maio de 2009

Kate Bush "Running Up That Hill (A Deal with God)”

Kate Bush é das artistas femininas com a voz mais sensual e também das mais marcantes da história da música pop.
Nasceu em 30 de Julho de 1958, Kent, Inglaterra.
Kate envolveu-se desde pequena pela arte musical, estudando música e dança, onde a sua própria família teve uma grande influência. A família Bush tinha grandes ligações à música, o Pai dedicava-se ao piano, a Mãe à dança e os dois irmãos à música folk.
Foi então com apenas 16 anos com ajuda de Ricky Hopper, um amigo de um dos irmãos de Kate, resolve mandar uma demo para uma gravadora onde chega às mãos de David Gilmour. Este completamente impressionado, faz com que Bush assine o seu primeiro contracto com uma editora EMI, onde em seguida decide gravar a sua primeira canção "Wuthering Heights" em 1977. Teve um sucesso imediato, onde conquistou o primeiro lugar nos tops Britânicos.
Continuando a estudar canto e dança, lança no mesmo ano (1977) o seu primeiro álbum “Kick Inside” que vendeu um milhão de cópias.
Mas foi com “Lionheart” de 1978, que começou a receber tão ilustres elogios, pela sua voz, originalidade, som emotivo e puro. Foi considerada também como uma referência da pop britânica. O talento em palco fez também que conseguisse tão merecidos elogios.
“Never for Never” de 1980 entrou directamente para a primeira posição da tabela britânica.
Em 1982 chega o álbum intenso “The Dreaming”.
“Hounds Of Love” de 1985, talvez tenha sido o seu álbum mais pop, mas que tinha músicas majestosas como a "Running Up That Hill (A Deal with God)”, "Hounds of Love” e a "Cloudbusting”.
Em 87 recebe o prémio de Melhor Voz Feminina, no Brit Award.
Seguiu-se “The Sensual World” em 1989 e “The Red Shoes” em 1993.
Depois de 12 anos de silêncio, volta em 2005 com o duplo CD “Aerial” que continua a mostrar que está em grande forma.

Finalizo com uma das músicas marcantes da carreira de Kate Bush, "Running Up That Hill (A Deal with God)”.

6 comentários:

Olavo disse...

Fazia tempo que não ouvia ela..
boa lembrança.
abraços

roserouge disse...

Linda, esta canção. Adoro a versão do Brian Molko, dos Placebo.

Luis Baptista disse...

Boa voz, talvez melhor empregue e o resultado seria ainda melhor, já agora vais a Mark Stewart? Abraço.

Spark disse...

Luis em principio vai ser outro que vou perder. :(

Ana Pena disse...

Só hoje reparei que tinhas feito um post sobre a Kate...da qual sou fã! Ela e a Björk são umas sô donas divas! Maravilhosas! Só por causa disso vou ouvir A Women's Work que é linda! :) bjs

Spark disse...

A admiração que tenho por Kate Bush é mto grande. Praticamente cresci a ouvir Kate Bush. Os meus pais eram apaixonados pela música dela e eu também! ;)

Bj