segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Throwing Muses “Not Too Soon” / “Bright Yellow Gun”

Throwing Muses é uma banda formada em 1981 em Newport, Rhode Island.
É para mim uma grande banda do rock alternativo, que infelizmente já fora de funções.
A banda foi originalmente liderada por Kristin Herch e Tanya Donelly, que escreveram praticamente todas as canções.
Throwing Muses foram uma das bandas responsáveis pela expansão do rock alternativo, mesmo não terem tido a projecção que mereciam.
Realizaram uma musica excelente e com grande criatividade, canções muito bem estruturadas e letras surrealistas.
Herch abordava o retrato da vida quotidiana de certas personagens, tanto de relacionamentos como doenças mentais e etc.
Só em 84 lançaram o primeiro EP “Stand Up”, mas foi em 86 que lançam um grande álbum intitulado com o mesmo nome da banda “Throwing Muses”.
Em seguida a banda foi prosseguindo com excelentes álbuns tais como “House Tornado” de 88, “Hunkpapa” de 89, “The Real Ramona” de 91, “Red Heaven” de 92, “University” de 95 e “Limbo” de 96.
Tanya Donelly em 90 junta-se a Kim Deal dos Pixies para formar os The Breeders e que depois no ano a seguir forma os Belly. Em 95 opta então por uma carreira a solo.
Enquanto à Kristin Herch continua com os Throwing Muses até 96, dando também iniciação a uma carreira a solo nos inícios de 90 e onde em 2003 inicia o projecto 50 Foot Wave com o baterista Rob Ahlers.

Fiquem com 2 videos, “Not Too Soon” do álbum “The Real Ramona” por Tanya Donelly e “Bright Yellow Gun” do álbum “University” por Kristin Herch.

"Not Too Soon"

video

"Bright Yellow Gun"

video

6 comentários:

Azelpds disse...

Bela recordação. Tenho um carinho especial pelo álbum Real Ramona. :)

Spark disse...

"Real Ramona" é sem duvida o melhor álbum deles, mesmo achando que os outros álbuns tb não ficam atrás.

;)

Azelpds disse...

Tenho-o algures em cassete ainda penso, e acabou por ser daqueles que não comprei de novo por enquanto, apesar de ter estado tão barato recentemente. Burrice minha. +_+

roserouge disse...

Aqui há coisa duns 18/20 anos atrás, costumava passar na RTP 2, às 6ªas feiras à noite, um programa inglês sobre música alternativa (não me lembro do nome) apresentado por um tipo chamado Simon Potter. Era excelente e foi aí que conheci bandas magníficas como Stone Roses, The La's, Pixies, Happy Mondays, a cena Manchester, Factory Records, Throwing Muses e outras do género. Lembro-me duma entrevista à Kristin Hirsch em que ela contava que tinha tido um tumor no cérebro que a deixava "very dizzy" e que o médico lhe tinha dito :"Olhe, você tem que ser operada, tem um tumor na cabeça do tamanho dum pequeno fruto..." e ela respondeu: "Um pequeno fruto? Isso é o quê? Do tamanho duma laranja?" E as entrevistas com o Shaun Ryder dos Happy Mondays? Esse é que aparecia sempre com os olhos do tamanho dumas tangerinas e não dizia coisa com coisa...eheheh. Esses programas devem de existir ainda nos arquivos da RTP, adorava deitar a mão a umas cópias dessas, valem muito a pena.

roserouge disse...

Estive agora a ver melhor aquelas bandas que tens na coluna "retrospectiva" e tirando os mais velhos, "conheci-os" todos nesse tal programa. Era mesmo muito bom, não te esqueças que há 20 anos atrás o acesso à informação, principalmente musical, era bastante reduzido. Tirando o jornal "Blitz" pouco mais havia por cá. E só 2 canais de TV. Que raiva não me lembrar do nome do programa! Excelente post, ó Spark!

Spark disse...

Rose, não tenho a certeza, mas acho que programa que falas é o Music Box!

Pois é, nessa altura só mesmo a Blitz (Jornal) e pouco mais. Ainda tinha um amigo que mandava vir umas revistas de Londres e emprestava-me ou ia para casa de alguns amigos a passar umas tardes de música e a vasculhar alguns LP’s que não conhecia.
Alem de algumas míticas discotecas em Lx onde se ouvia música porreira e dava para conhecemos mais alguma coisinha. Agora já não nos podemos queixar de falta de informação. :)

Não sabia tb que a Kristin Herch tinha tido um tumor, mas é bom saber que mesmo com esse problema ela tinha algum sentido de humor, ou não.

;)