quinta-feira, 4 de junho de 2009

Bizarra Locomotiva “Álbum Negro”

Os portugueses Bizarra Locomotiva conseguem mais uma vez mostrar a sua agressividade na musica e sempre com grande qualidade.
“Álbum Negro” marca o regresso da banda de Rui Sidónio, que volta a não desiludir e que continua a ser fiel às influências rock/metal industrial.

“Ódio” de 2004 conseguiu superar as minhas expectativas, com palavras fortes, um som mais sombrio, pesado e brilhante. Viu-se a preocupação de construir um álbum denso de palavras fortes e de uma música que transmitisse o “Ódio” como mensagem.

Os elogios continuam com o novo disco, a maturidade de 15 anos de carreira está bem presente com imensa qualidade e que nos levam novamente por caminhos sonoros completamente viciantes e de grande inspiração.
“Êxtases Doirados” prepara o inicio de uma viagem sonora com grande intensidade.
“Remorso” continua deixar-nos ligados fixamente, para “O Anjo Exilado” que é o primeiro single de apresentação e que conta com a participação de Fernando Ribeiro dos Moonspell, e que é um dos grandes momentos do álbum.
“Sufoco de Vénus”, “Engodo”, “Outono” e “Egodescentralizado” são outros destinos sonoros alucinantes.

Bizarro ou não, é uma locomotiva que não tem parado de ganhar força!

Tracklist:

1. Nostromo
2. Êxtases Doirados
3. Remorso
4. O Anjo Exilado
5. Ergástulo
6. Sufoco de Vénus
7. A Procissão dos Édipos
8. Engodo
9. Láudano 3
10. Outono
11. Egodescentralizado
12. Angústia
13. O Grito
14. Prótese

“Álbum Negro” (Ragingplanet) – 9/10

Fiquem com uma das músicas do “Álbum Negro”, com “Êxtases Doirados” ao vivo.


4 comentários:

paletadesonhos disse...

Faz-me lembrar o Adolfo Luxuria Canibal , dos Mão Morta ..."ar" interventivo ...precisamos, muito , de intervençáo

Spark disse...

É sem duvida uma banda interventiva e com algumas linhas de Mão Morta...

De vez enquanto é bom ouvir algo mais intenso e forte. Os Bizarra Locomotiva transmitem bem isso. ;)

Bj

Lucífera disse...

Transmitem isso e muito mais!

Spark disse...

Lucifera, sem duvida...

Já para n falar da energia em palco que transmitem. :)