sexta-feira, 4 de setembro de 2009

M (1931)

O austríaco Fritz Lang dirige em 1931, um dos melhores filmes da sua carreira, intitulado “M”. Considerado um dos principais representantes do expressionismo alemão, produziu no período do cinema mudo, inúmeros filmes que ficariam para sempre na história. “Dr. Mabuse, der Spieler” de 1922, “Metropolis” de 1927 (um dos meus filmes de eleição) e “Spione” de 1928, são alguns dos clássicos que actualmente são referências para o cinema contemporâneo.

M” (Eine Stadt sucht einen Mörder), foi o primeiro filme sonoro de Fritz Lang, onde a técnica do som tinha sensivelmente 3 anos de existência e que para o realizador austríaco era fundamental ser explorada.
O assobio do assassino (um tema de Grieg), é um elemento sonoro essencial no desenrolar do filme.
A tensão psicológica é o tema central do filme. Trata-se da história de um homem psicologicamente perturbado e traumatizado, que cria um clima de inquietação e medo numa cidade paralisada pelo terror, devido aos seus crimes contra menores.

Sinopse:

Marginais de uma cidade alemã, reúnem-se para apanhar um assassino de crianças procurado pela polícia. Capturado, ele é julgado pelo tribunal de criminosos e acusado de ter quebrado a ética do submundo.

Podem aqui ver o filme completo.

3 comentários:

paletadesonhos disse...

:-) ... esta época dá-me alguma inquietude ... o quotidiano no período da Depressão de 1029 faz-me pensar e sentir a actual crise económica ( coisas de economista) ... e o agravamento da insegurança...
esta longa metragem reporta para algo mais grave , a insegurança com o rapto de menores e seu assassinato , algo que vai para alem das crises económicas ( não vi tudo ... )
muito interessante

roserouge disse...

Olá, pequeno. Não estou a ver os MUSE ali na lista de concertos...

Spark disse...

:)