sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

La Jetée (1962)

Não são apenas as curtas-metragens de Buster Keaton e de Charlie Chaplin que conseguem ser geniais. Em 1962, o norte-americano Chris Marker dirigiu “La Jetée” que é simplesmente notável.
Esta curta foi produzida exclusivamente por imagens fixas, ou seja, por fotomontagem, onde não existe qualquer movimento humano. É tecnicamente bem feito e a historia muito interessante.
O filme é narrado exclusivamente por imagens, destacando-se ainda a envolvente banda sonora e os efeitos sonoros coincidentes em determinadas ocasiões. O resultado final é brilhante e memorável!
O próprio Terry Gilliam inspirou-se no “La Jetée” para o filme “12 Monkeys”, que explica depois num comentário do DVD.

A história é baseada numa experiência pós guerra nuclear, onde envolve uma viagem no tempo e a persistência da memória. Ora vejam!

Parte 1


Parte 2

Parte 3

3 comentários:

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Subscrevo: grande obra de arte.

Sobe o filme de Chris Marker escrevi isto -http://ohomemquesabiademasiado.blogspot.com/2008/11/chris-marker-o-manipulador-do-tempo.html

Diamond disse...

Já vi há algum tempo e achei deveras notável.
Perfeitamente de acordo.

Cumps.

Maria ROsalina de Oliveira ★ disse...

é de tirar o folego!as imagens falam por si>>> amo este conceito!