segunda-feira, 19 de julho de 2010

Pop Dell’Arte “Contra Mundum”

Quinze anos após o último magnífico álbum de originais “Sex Symbol”, os lisboetas Pop Dell’Arte estão de regresso com “Contra Mundum”, lançado no dia 14 de Junho. Depois de várias ameaças da edição de um novo disco, nunca chegando a concretizar-se, é agora finalmente editado. Os Pop Dell’Arte são conhecidos essencialmente, pela sua diversidade musical num resultado excepcional e original, sendo um dos maiores nomes do panorama musical português.
O regresso de “Contra Mundum” é também a celebração de 25 anos de uma brilhante carreira da banda. Para além dos principais fundadores - João Peste e José Pedro Moura – a banda lisboeta conta ainda com Nuno Castedo, Eduardo Vinhas e Paulo Monteiro (membro da banda desde 1993). O álbum conta com a participação do trompetista britânico Simon White nos temas - “Slave For Sale” e “Diary Of A Soldier” - e do DJ Rui Vargas. É seguramente um bom disco, com um alinhamento muito interessante e inteligente, tirando talvez os temas “Diary Of A Soldier” e “Noite de Chuva em Campo-de-Ourique”, que na minha opinião eram bem dispensáveis. Mas a verdadeira surpresa está nos temas “Eastern Streets”, “Ritual Transdisco”, “My Rat Ta-ta”, “La Nostra Feroce Volont D’Amore”, “Electric G” e “Wild’n’ Chic”, que apresenta a banda João Peste no seu melhor, mantendo intacta a sua identidade.

Um álbum Sempre Pop!

Tracklist:

01. Diary Of A Soldier
02. Eastern Streets
03. Electric G
04. Har Megido’s Lullaby
05. In My Room
06. La Nostra Feroce Volont D’Amore
07. Mr. Sorry
08. My Rat Ta-ta
09. Noite de Chuva em Campo-de-Ourique
10. Ritual Transdisco
11. Slave For Sale
12. We believe in Fairies
13. Wild’n’ Chic

Pop Dell’Arte “Contra Mundum” (Presente) – 8/10

Não estando ainda disponível o vídeo, fiquem para já para audição com o magnifico 1º single – “Ritual Transdisco”.

6 comentários:

Luis Baptista disse...

Sem duvida um grande disco e uma perfomance excelente no passado dia 15 no MusicBox, pena não teres ido.
Vais dia 30 a Peter Murphy?

Spark disse...

Pois bem que curtia ter ido! :/

Ainda n sei se vou a Peter Murphy, mas se for digo-te.

Abraço

Tulipa disse...

Sempre me causaram um misto de amor/ódio. Tenho explorar esta versão do século XXI. kiss

Spark disse...

N deves ser a única :) Este álbum está bastante porreiro, experimenta ;)

BJ

Manuela Coelho disse...

Está muito bom sim senhor:)

Shumway disse...

Um dos melhores regressos de 2010.


Abraço