segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Dead Kennedy’s “Fresh Fruit for Rotting Vegetables”

Sendo uma das minhas bandas favoritas, era indispensável referir o excelente álbum de estreia dos Dead Kennedy’s - “Fresh Fruit for Rotting Vegetables” - na altura em que se comemora 30 anos do seu lançamento. Um disco inteligente, ousado, ofensivo, energético e sobretudo as palavras de Jello Biafra, que disparam para todo o lado. "California Uber Alles" é uma crítica ao governador Jerry brown, descrevendo-o com um "fascisa zen". "Holiday in Cambodia" é um ataque aos yuppies, enquanto “Kill the Poor” refere a negligência do governo para com os pobres. "Chemical Warfare" prevê o bioterrorismo e “Let's Lynch The Landlord” optimismo e a despreocupação. Talvez não tenha sido por acaso que o disco tenha saído no ano em que Ronald Reagen foi presidente dos Estados Unidos. A sua postura populista de direita e o fundamentalismo cristão, foi o incentivo para inspiração do álbum. Também a capa mostra vários carros da polícia incendiados, mostrando o "White Night Riots" que ocorreu em 21 de Maio de 1979, data em que o ex-supervisor de São Francisco - Dan White - assassinou o presidente da câmara - George Moscone - e o supervisor - Harvey Milk.
E é assim que “Fresh Fruit for Rotting Vegetables” faz dos Dead Kennedy’s, uma banda lendária.

Dead Kennedy’s “Fresh Fruit for Rotting Vegetables” (Faulty Products, Alternative Tentacles_1980)

Para ver "Kill the Poor" ao vivo.



E não podia faltar "California Über Alles"

6 comentários:

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Gosto mais do "Plastic Sugery Disasters".

Luis Baptista disse...

Sim grande disco e ainda lembras do grande concerto em Corrois.
Abraço.

Spark disse...

É impossível esquecer, foi sem dúvida mto bom!

Abraço

liliana_lourenco disse...

A 'California Über Alles' é um clássico! Quem não gosta? Eu adoro! :) **

Spark disse...

E eu deliro :)

(H)Olga disse...

Os meus companheiros, das quatro da manhã, quando o sono aparecia, mas o trabalho ainda era muito...