quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Force Publique “Fickle”

James Wayne e Cassie McNeil formam os Force Publique, banda de Denver que recentemente lançaram o seu álbum de estreia - Force Publique – e que está disponível para download gratuito aqui, entre outras demos.
Sonoridade a recordar bandas como os Cold Cave, os Force Publique são encorajados pela música electrónica, com elementos de darkwave e ainda acompanhado por uma vocalização eficaz de Cassie McNeil.

Force Publique” tem vídeo e “Fickle” é o primeiro avanço.

3 comentários:

du disse...

não percebo o objectivo deste tipo de fotos que os duos normalmente tiram.

a ideia é parecerem doentes (quer físicos, quer mentais)? ou acharem que são demasiado "fora" porque não tiram fotos normais? ainda por cima não tem nada de original, que as poses já foram vistas em centenas de outras bandas.

cretinice. diria. demasiado vulgarizada no meio indie, o que só faz com lhes assente melhor o rótulo "pseudo".

Spark disse...

Sim, concordo contigo. Existem algumas imagens de bandas bastante doentias, e esta é uma delas. No caso desta banda, tive alguma dificuldade em encontrar uma boa fotografia, por isso a escolha ficou mesmo por esta, mesmo não encaixando nada no meu género de imagem e eu que tenho bastante cuidado com isso. É sem dúvida uma reprodução muito fraca.
Acho que a maioria das bandas mais recentes, devido a ter uma sonoridade mais sombria, acha que a sua imagem tem que seguir esse pensamento, de forma que seja para susceptibilizar. Pouca criatividade, nesse aspecto.

Abraço ;)

du disse...

eu não sei se é tanto pela sonoridade sombria. lembro-me que as primeiras bandas indie a tirarem fotos assim, aí há uns 5 ou 6 anos (penso eu), tinham uma sonoridade acima de tudo "colorida" e electrónica. exacerbavam a sua faceta geeks com fotos neste estilo, desengonçados e "oh eu sou tão esquisito que não tiro uma foto normal nem vejo filmes que não sejam franceses da década de 70".

é um bocado como aquelas bandas de black metal e afins, que tiram fotos com cara de maus e depois de uma bofetada desatam a chorar.

é mais que criar um cenário adaptado ao álbum ou à essência da banda, porque aí o espectador percebe e entende que é uma montagem propositada para aquele efeito. o que eles (os maus) tentam fazer é mesmo passar uma personalidade para o público que se vê ser fabricada.

ou sou eu que penso demais nestas coisas.

abraço!